Está previsto para iniciar, a partir de setembro de 2021, um cronograma de leilões no Brasil para viabilizar projetos de eletricidade para gerar energia por meio de resíduos sólidos, como já é feito em vários países.

De acordo com mapeamento elaborado pela Associação Brasileira de Recuperação Energética de Resíduos (Abren), quase 80 milhões de toneladas de lixo por ano poderiam funcionar como fonte de energia. Pelo levantamento, há no país um potencial de instalação de 120 unidades geradoras de energia a partir do lixo nas 28 regiões metropolitanas com mais de 1 milhão de habitantes.

Juntas, teriam potência instalada de 2.358 megawatts (MW), em condições de suprir 3% da demanda nacional de energia. Esses empreendimentos também poderiam gerar empregos, com investimentos de R$ 75 bilhões nos próximos anos. A entidade calcula que, apenas durante a construção, as usinas gerariam 24 mil vagas, com outras 9 mil na operação.

Ainda segundo a ABREN, o aproveitamento de energia através do lixo urbano no Brasil não chega a 1%, deixando o país entre os mais atrasados neste quesito. O líder mundial é o Japão, que possui 1063 usinas geradoras de energia elétrica através dos resíduos sólidosBrasil terá projeto para criar usinas geradoras de energia elétrica através dos resíduos sólidos.

Para conferir mais detalhes do assunto, clique aqui.

Open chat
1
Olá!

Vamos iniciar uma conversa?

Clique no ícone abaixo que em instantes nosso atendimento entrará em contato com você.
Powered by