O lixo faz parte do nosso dia-a-dia. É uma realidade de proporção mundial. Contudo, apesar de a mídia conferir bastante destaque ao tema, quase não se comenta sobre a destinação dada a ele. Por isso, é importante abordar esse assunto de forma didática, ainda que resumidamente.

Diariamente, uma grande quantidade de lixo decorrente das atividades domésticas, comerciais, industriais e dos serviços de saúde é produzida nos centros urbanos. Portanto, dar tratamento e destinação adequada às milhares de toneladas coletadas é uma tarefa árdua que requer planejamento, aplicação de tecnologias avançadas, controle e fiscalização constantes.

A Coleta Seletiva é o primeiro passo para fazer com que vários tipos de resíduos sigam seu caminho para reciclagem ou destinação ambientalmente adequada. Quando misturamos produtos que poderiam ser reciclados com materiais orgânicos (resto de comida, cascas de frutas e legumes) contaminamos os recicláveis, transformando-os em lixo.

Com a separação adequada, diminuímos o envio para o aterro sanitário e, consequentemente, diminuímos também a emissão de gases do efeito estufa e a degradação do meio ambiente.

O material recolhido passa por uma triagem e classificação, para então serem prensados e enfardados, e direcionados a um reciclador, que fará o processamento e transformação dos materiais, possibilitando o retorno às fábricas de embalagens ou aproveitamento em novos produtos.

Toda a população ganha com isso. Por isso, separar o lixo reciclável é, antes de tudo, um ato de cidadania e uma prova de respeito à natureza e ao próximo.

Fontes:

Deixe seu comentário

Insira o seu nome.
Por favor, insira um comentário.
Open chat
1
Olá!

Vamos iniciar uma conversa?

Clique no ícone abaixo que em instantes nosso atendimento entrará em contato com você.
Powered by