Diferente do que se acredita, o lixo orgânico pode ser tão danoso quanto outros tipos de resíduos. Embora não tenha componentes que causam danos diretos, seu descarte inadequado pode ter efeitos profundos ao meio ambiente e à saúde humana.  Seja de origem doméstica, urbana ou corporativa, todos devem fazer sua parte e planejar o descarte adequado do lixo produzido. Em alguns casos, como o lixo doméstico, o procedimento é óbvio, ficando a cargo do município. 

Em outros casos, no entanto, é normal que ocorra dúvidas. O “Lixo Verde” — isto é, os resíduos de poda e jardinagem — é um dos tipos de descarte que mais geram perguntas. Inclusive, é bastante comum encontrá-los em calçadas e outros espaços públicos.  Contudo, é claro que esse tipo de descarte não é adequado, pois favorece a proliferação de vetores de doenças e ainda pode gerar multas. Assim, é necessário adotar métodos para descartar os resíduos orgânicos de forma correta, e uma das principais práticas é a compostagem.

Neste artigo, você confere como é feita a compostagem dos resíduos de poda e jardinagem, e alguns dos benefícios desse processo. Acompanhe a leitura e entenda.

Compostagem: a reciclagem de resíduos orgânicos

A compostagem é uma forma de “reciclar” o lixo orgânico por meio da transformação desses resíduos em adubo. Nesse sentido, esse processo biológico segue técnicas que promovem a decomposição acelerada desses materiais, gerando o composto orgânico.  Desse modo, a compostagem é considerada uma das mais opções de descarte mais sustentáveis, pois reaproveita o material orgânico para enriquecer o solo. Assim, essa técnica não apresenta quaisquer impactos ao meio ambiente, uma vez que consiste em levar os nutrientes desses resíduos de volta ao ciclo natural.

O reaproveitamento dos resíduos orgânicos também reduz a utilização de adubos químicos, os quais muitos são nocivos ao solo e aos lençóis d’água. Além disso, a compostagem é uma boa solução para diminuir o volume de lixo destinado aos aterros sanitários — e o processo atende a todas as exigências da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).  Como você viu, a compostagem é a melhor forma de descartar resíduos de poda e jardinagem em conformidade com a legislação. Agora, acompanhe a leitura e confira algumas das principais vantagens do processo de compostagem.

Benefícios da compostagem

A compostagem tem se mostrado um aliado importante na diminuição do volume de lixo orgânico, uma vez que este é decomposto e reaproveitado para atividades agrícolas e de jardinagem. Essa técnica, inclusive, é utilizada há muito tempo por pequenos produtores de hortaliças — e agora, para muitos, é a melhor opção de descarte dos materiais orgânicos.  O grande benefício da compostagem é justamente a sustentabilidade do processo, que tem efeitos positivos em diversas questões. Além de reduzir a quantidade de lixo nos aterros sanitários, essa prática também reduz o uso de adubos químicos e a emissão de gás metano. 

No entanto, outros benefícios também são importantes. Confira alguns deles:

  • Isenção de corresponsabilidade: em casos de acidente ambiental, o gerador do resíduo deve responder por danos ambientais ainda que o descarte seja feito por uma terceirizada. Com a compostagem, no entanto, não há riscos de danos. 
  • Contribuição para a saúde pública: locais de desova inadequada de compostos orgânicos atrai ratos, baratas e outros vetores nocivos à saúde humana. O tratamento adequado, portanto, reduz os riscos de doenças em regiões próximas a esses espaços.
  • Diminuição de mau cheiro: poucas coisas são mais desagradáveis que o cheiro de lixo. Nesse sentido, a compostagem promove a decomposição dos materiais orgânicos de modo controlado e sem exalar mau cheiro.
  • Possibilidade de abonos fiscais: dependendo do caso, em alguns lugares é possível ser beneficiado com abonos fiscais devido à diminuição das emissões de gás carbônico.


Bem, agora que você já conhece alguns benefícios da compostagem, acompanhe a leitura e confira como é feito o processo — desde a coleta até a produção do composto orgânico — aqui na Santa Cecília Resíduos.

O processo na Santa Cecília Resíduos

A Santa Cecília Resíduos acrescentou mais um serviço ao catálogo da empresa e, agora, nossa equipe também atua na coleta de resíduos para a compostagem. Esse serviço é disponibilizado para todos os tipos de empreendimentos — desde empresas, condomínios residenciais e instituições de ensino. 

Ao contratar nossos serviços de compostagem, nossa equipe realiza a coleta desses resíduos no endereço cadastrado e com a frequência acordada. Então, os materiais são entregues ao nosso parceiro que faz a compostagem seguindo as técnicas mais adequadas.

Quer conhecer melhor esse serviço? A Santa Cecília oferece soluções exclusivas para cada negócio. Entre em contato com nossa equipe e solicite um orçamento.

Deixe seu comentário

Insira o seu nome.
Por favor, insira um comentário.
Open chat
1
Olá!

Vamos iniciar uma conversa?

Clique no ícone abaixo que em instantes nosso atendimento entrará em contato com você.
Powered by