fbpx

A importância do Diagnóstico de Geração de Resíduos

A importância do Diagnóstico de Geração de Resíduos

É nítido que a relação harmoniosa entre empreendimento e sustentabilidade é a chave para que a indústria possa continuar seu crescimento. A geração de resíduos sólidos está presente em todos as atividades econômicas e a negligência quanto ao gerenciamento desses, traz impactos negativos tanto à natureza quanto à sociedade. Dentro da legislação ambiental brasileira existe a Política Nacional de Resíduos Sólidos, que auxilia as empresas com soluções adequadas para a gestão de seus resíduos.

Umas das ferramentas fundamentais a serem implementadas é o Diagnóstico de Geração de Resíduos.

Tal diagnóstico é vantajoso, uma vez que permite ao empreendedor uma visão completa e sistêmica dos recursos utilizados e como otimizá-los.

O objetivo vai além do descarte correto do lixo produzido pela empresa: ele procura produzir utilizando o mínimo possível e
descobrir os potenciais reaproveitamentos, eliminando os desperdícios e aumentado a competitividade.

Mapeamento e otimização: 

O Diagnóstico de Geração de Resíduos possui etapas de mapeamento e levantamento de dados. Como se trata de um diagnóstico, há que se fazer algumas perguntas:

  • Qual o tipo de resíduos produzido?
  • Há um local na empresa adequado para seu armazenamento?
  • Qual o número de lixeiras disponíveis?
  • A coleta seletiva é realizada?

Ter a resposta dessas perguntas é estar um passo à frente rumo a otimização dos processos de descarte, economizando tempo e recursos.

Outro procedimento que objetiva a redução de gastos é o controle do consumo cotidiano como: água, luz, papel, materiais de escritório, materiais de limpeza, descartáveis, entre outros, que podem passar despercebidos, mas ao longo do ano, se transformam em números significativos.

Nessa etapa, o alvo é a otimização do tempo e  do dinheiro gasto com situações cotidianas necessárias ao desenvolvimento da empresa.

Como muitas vezes se tratam de pequenos valores, comparados a outros gastos da empresa, os excessos só serão perceptíveis após a avaliação por um período mais longo, seja trimestral, semestral ou anual. Vale a pena contabilizar todos os gastos e as possíveis economias, em cada tipo de pequeno gasto.

Conhecimento e instrução: 

Uma das fases do diagnóstico que podem transformar o ambiente da sua empresa em um curto prazo, é medir o nível de conhecimento dos seus colaboradores quanto às questões ambientais pertinentes ao seu negócio. Um funcionário que não tem consciência do porquê está sendo solicitado sobre uma mudança no seu comportamento, dificilmente irá perpetuar aquela atitude. Mostre ao seu colaborador que o diagnóstico é vantajoso para sua saúde e que a organização facilita seu próprio serviço. Isso é possível através de palestras e instruções ministradas por empresas especializadas, como a Santa Cecília Resíduos.

Para o agora e para o futuro: 

Muitas vezes, as atitudes que irão potencializar seus lucros não estão relacionadas ao marketing ou ao aumento de consumidores. Quando o assunto é gestão ambiental, o “pulo do gato” é perceber as várias aplicações da palavra “Sustentabilidade”.

Uma empresa de olho no mercado e no futuro de seu negócio não quer só produzir e vender, mas, sim, ter certeza que isso será possível daqui a 10, 20, 30 anos.

O Diagnóstico de Geração de Resíduos se trata de perspectiva, de aumentar o prestígio dos seus clientes e de toda a comunidade empresarial que vê na sustentabilidade a oportunidade de superar os novos desafios do mercado.