A Padroeira

Conheça mais sobre a história da Santa Cecília

Santa-CecíliaSanta Cecília viveu no século III e pertencia a uma das famílias mais tradicionais de Roma. Assim que atingiu a maturidade, seus pais a prometeram em casamento para um jovem chamado Valeriano, também membro da alta sociedade local. Mesmo contra sua vontade, Cecília aceitou a decisão de seus pais, mas pediu que o rapaz se convertesse ao Cristianismo e respeitasse o seu voto de castidade, concedido a Deus. Valeriano, então, foi catequizado e batizado pelo Papa Urbano e, após o casamento, seu irmão Tibúrcio também se tornou cristão.

Nesta época, por ordem do alcaide Almachius, era proibido o sepultamento de cristãos em Roma, mas Valeriano e Tibúrcio, desobedecendo às leis vigentes na época, dedicaram-se a sepultar todos os cadáveres de cristãos que encontravam. Ambos acabaram sendo presos e levados diante do alcaide, que lhes garantiu a liberdade caso adorassem o Deus Júpiter. Eles, porém, disseram que adorariam somente o verdadeiro Deus e seu filho Jesus Cristo. Pela recusa, foram cruelmente torturados e condenados a morte, sendo os dois decapitados na localidade de Pagus Tropius, nas proximidades de Roma.

Cecília foi presa quando enterrava os corpos do marido e do cunhado. Levada a julgamento, também se negou a adorar outro Deus, e disse preferir a morte a ter que renegar o Cristianismo. Assim sendo, foi condenada a morte por asfixia, em uma câmara de banho turco totalmente fechada. Ao ser colocada na câmara, começou a cantar incessantemente músicas de louvor a Deus -  por este motivo e  pelo dom  de  ouvir  músicas  vindas dos céus, ficou consagrada como padroeira dos músicos.

Passadas várias horas, Almachius ficou furioso, pois Cecília não morria e continuava a cantar. Então ordenou imediatamente que a mesma fosse degolada, mas inexplicavelmente o soldado não  conseguiu  cortar  sua  cabeça,  sendo  que  Cecília somente  viria  a  morrer  três  dias depois, devido aos ferimentos no pescoço.

Ela foi enterrada no cemitério de São Calistus, mas o Papa  Paschal I  ordenou  que  suas  relíquias  fossem  levadas  para  a  cidade de Trastevere, na Itália, onde hoje se encontra a catedral de Santa Cecília. Pouco antes de sua morte, Cecília  pediu  ao papa  Urbano que transformasse sua bela casa em um templo de orações, que todos os seus bens fossem doados aos pobres.

Atualmente, na Europa, Santa Cecília é a santa que possui o maior número de igrejas e capelas, dentre todos os santos da Igreja Católica. O dia de Santa Cecília é comemorado em 22 de Novembro.

Fonte.: Wikipedia